Otorrino Já

CHEGA de espera! Marque sua consulta de imediato em poucos cliques. Baixe o App e encontre o médico mais perto de você.

Otorrino Já - IOS Otorrino Já - Android
Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Teste do ouvidinho: entenda a importância do diagnóstico precoce

Os primeiros momentos de desenvolvimento de uma criança são uma fase muito sensível e complexa. Por isso, é necessário toda a atenção e cuidado com os pequenos

A audição é o sentido responsável pela aquisição da linguagem. Desde antes de nascer, o ser humano desenvolve a capacidade de ouvir os sons do corpo e a voz da mãe. A expressão dos sentimentos e a socialização individual adequados dependem essencialmente da funcionalidade plena desse fator. Infelizmente, casos de deficiência auditiva constituem a patologia mais frequentemente identificada em recém-nascidos.

O Teste do Ouvidinho é o exame responsável pelo diagnóstico desse tipo de doença e se mostra imprescindível na melhora dessa condição, já que o tratamento prematuro leva à estabilidade de uma audição próxima à saudável.

Dados

De acordo com a Coorlece, a cada mil crianças, três são apontadas com deficiência auditiva. Tal número é muito superior ao proporcionado pelo Teste do Pezinho, que apresenta um índice de reconhecimento patológico de um a cada dez mil nascimentos. Por isso, desde 2010 o Teste do Ouvidinho ou Triagem Auditiva Neonatal é obrigatório e gratuito em todas as instituições de saúde do país.

O exame é realizado no segundo ou terceiro dia após o nascimento do bebê, por meio de uma espécie de fone colocado no ouvido da criança. O aparelho detecta a reação dos componentes internos da orelha do recém-nascido ao serem emitidos alguns fracos sons pelo instrumento.

O teste é completamente indolor, dura até 10 minutos e é feito durante o sono da criança, tornando-se apto a todas os indivíduos.

Diagnóstico

O otorrinolaringologista Dr. Franzé Barros de Oliveira alerta para a importância do teste. “Na medicina, quanto mais cedo nós identificamos o problema, mais fácil e garantido será o tratamento. No caso das deficiências auditivas ocorre a mesma coisa.

Os primeiros momentos de desenvolvimento de uma criança formam uma fase muito sensível e complexa. O que é adquirido nesse período pode acompanhar o indivíduo durante toda a vida. Por isso, é necessário toda a atenção e cuidado com os pequenos. As medidas de prevenção devem ser seguidas à risca, e o Teste do Ouvidinho é apenas uma delas”, explica o médico.

Diversos estudos indicam os benefícios da descoberta prematura da deficiência. Segundo o Dr. Franzé, a intervenção fonoaudióloga e o acompanhamento profissional especializado desde cedo, principalmente até os seis meses de idade, promovem a construção de uma linguagem bem similar à ideal.

É importante permanecer atento para casos que se encaixam em grupos de risco e, dessa forma, produzir um diagnóstico precoce. Conforme o médico, a incidência da doença no histórico familiar, infecções como rubéola, sífilis, herpes e toxoplasmose e malformações no ouvido ou áreas próximas são indicadores preocupantes.

Falso alarme

Quando o exame indica pontos negativos em apenas uma orelha, não necessariamente significa a existência da patologia. É comum que secreções pós-parto acumulados no local produzam um falso alarme e, nesses casos, realiza-se o teste novamente após 30 dias para garantir a doença.

“O método pode ser aplicado em qualquer faixa etária. Assim, quando a criança começa a crescer e se desenvolver sem reagir aos estímulos auditivos, os pais podem se sentir livres para procurarem um profissional”, indica o Dr. Franzé.

Consequências

As consequências da perda auditiva vão desde má formação da linguagem e dificuldade de se expressar até desenvolvimento de transtornos psicológicos como a depressão, devido aos problemas de interação com outros grupos sociais.

O especialista ressalta ser fundamental que o bebê receba um acompanhamento médico durante todas as fases da vida para que essas e mais patologias possam ser identificadas e tratadas precocemente.

Ficou interessado em saber mais? Entre em contato conosco através do formulário no nosso site ou marque já a sua consulta imediata em poucos cliques. Baixe o aplicativo OtorrinoJÁ e encontre o médico mais perto de você! iOS: https://goo.gl/qqadTy | Android: https://goo.gl/SYoCbw

Inspira! Comunicação e Marketing 
Assessoria de imprensa da Coorlece 
Jornalistas: Ana Lídia Coutinho (85) 98855.9844 | analidia@agenciainspira.com 
Mônika Vieira (85) 98779.2007 | monika@agenciainspira.com

Notícias

Ouvido Biônico como solução para a surdez severa

O implante coclear, popularmente conhecido como o “ouvido biônico”, ainda não chega ao conhecimento da maioria da população A deficiência auditiva é uma adversidade pouco debatida. Assim, opções como o implante coclear, conhecido como o “ouvido biônico”, não chegam ao conh

Labirintite ou tontura? Identifique as diferenças

O mau funcionamento do labirinto pode causar sintomas que costumam ser confundidos Vertigem e tonturas são sintomas frequentemente associados ou confundidos com a existência da labirintite. No entanto, o diagnóstico da doença consiste em um caso mais específico e que pode ser, muitas vezes, uma doe

Rinite e Sinusite: semelhanças e diferenças

Poucas pessoas entendem o que difere as duas doenças, apesar de já serem tratadas como uma só  A rinite e a sinusite são as doenças alérgicas do sistema otorrinolaringológico que mais afetam brasileiros e que possuem semelhanças quanto a seus sintomas e atuações no corpo. Segundo dados da Coo

Otorrino Já

CHEGA de espera! Marque sua consulta de imediato em poucos cliques. Baixe o App e encontre o médico mais perto de você.

Otorrino Já - IOS Otorrino Já - Android