Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Teste do ouvidinho: entenda a importância do diagnóstico precoce

Os primeiros momentos de desenvolvimento de uma criança são uma fase muito sensível e complexa. Por isso, é necessário toda a atenção e cuidado com os pequenos

A audição é o sentido responsável pela aquisição da linguagem. Desde antes de nascer, o ser humano desenvolve a capacidade de ouvir os sons do corpo e a voz da mãe. A expressão dos sentimentos e a socialização individual adequados dependem essencialmente da funcionalidade plena desse fator. Infelizmente, casos de deficiência auditiva constituem a patologia mais frequentemente identificada em recém-nascidos.

O Teste do Ouvidinho é o exame responsável pelo diagnóstico desse tipo de doença e se mostra imprescindível na melhora dessa condição, já que o tratamento prematuro leva à estabilidade de uma audição próxima à saudável.

Dados

De acordo com a Coorlece, a cada mil crianças, três são apontadas com deficiência auditiva. Tal número é muito superior ao proporcionado pelo Teste do Pezinho, que apresenta um índice de reconhecimento patológico de um a cada dez mil nascimentos. Por isso, desde 2010 o Teste do Ouvidinho ou Triagem Auditiva Neonatal é obrigatório e gratuito em todas as instituições de saúde do país.

O exame é realizado no segundo ou terceiro dia após o nascimento do bebê, por meio de uma espécie de fone colocado no ouvido da criança. O aparelho detecta a reação dos componentes internos da orelha do recém-nascido ao serem emitidos alguns fracos sons pelo instrumento.

O teste é completamente indolor, dura até 10 minutos e é feito durante o sono da criança, tornando-se apto a todas os indivíduos.

Diagnóstico

O otorrinolaringologista Dr. Franzé Barros de Oliveira alerta para a importância do teste. “Na medicina, quanto mais cedo nós identificamos o problema, mais fácil e garantido será o tratamento. No caso das deficiências auditivas ocorre a mesma coisa.

Os primeiros momentos de desenvolvimento de uma criança formam uma fase muito sensível e complexa. O que é adquirido nesse período pode acompanhar o indivíduo durante toda a vida. Por isso, é necessário toda a atenção e cuidado com os pequenos. As medidas de prevenção devem ser seguidas à risca, e o Teste do Ouvidinho é apenas uma delas”, explica o médico.

Diversos estudos indicam os benefícios da descoberta prematura da deficiência. Segundo o Dr. Franzé, a intervenção fonoaudióloga e o acompanhamento profissional especializado desde cedo, principalmente até os seis meses de idade, promovem a construção de uma linguagem bem similar à ideal.

É importante permanecer atento para casos que se encaixam em grupos de risco e, dessa forma, produzir um diagnóstico precoce. Conforme o médico, a incidência da doença no histórico familiar, infecções como rubéola, sífilis, herpes e toxoplasmose e malformações no ouvido ou áreas próximas são indicadores preocupantes.

Falso alarme

Quando o exame indica pontos negativos em apenas uma orelha, não necessariamente significa a existência da patologia. É comum que secreções pós-parto acumulados no local produzam um falso alarme e, nesses casos, realiza-se o teste novamente após 30 dias para garantir a doença.

“O método pode ser aplicado em qualquer faixa etária. Assim, quando a criança começa a crescer e se desenvolver sem reagir aos estímulos auditivos, os pais podem se sentir livres para procurarem um profissional”, indica o Dr. Franzé.

Consequências

As consequências da perda auditiva vão desde má formação da linguagem e dificuldade de se expressar até desenvolvimento de transtornos psicológicos como a depressão, devido aos problemas de interação com outros grupos sociais.

O especialista ressalta ser fundamental que o bebê receba um acompanhamento médico durante todas as fases da vida para que essas e mais patologias possam ser identificadas e tratadas precocemente.

Ficou interessado em saber mais? Entre em contato conosco através do formulário no nosso site ou marque já a sua consulta imediata em poucos cliques. Baixe o aplicativo OtorrinoJÁ e encontre o médico mais perto de você! iOS: https://goo.gl/qqadTy | Android: https://goo.gl/SYoCbw

Inspira! Comunicação e Marketing 
Assessoria de imprensa da Coorlece 
Jornalistas: Ana Lídia Coutinho (85) 98855.9844 | analidia@agenciainspira.com 
Mônika Vieira (85) 98779.2007 | monika@agenciainspira.com

Notícias

Quais os principais tratamentos da labirintite?

Uma coisa que muita gente não sabe é que a labirintite pode desaparecer sozinha. Em algumas semanas, ela some por completo. Contudo, quando necessário, o tratamento visa principalmente a redução dos sintomas. Se a causa for infecção bacteriana, o médico lhe receitará um antibiótico e os si

O que é labirintite?

A labirintite é um termo comumente usado para designar uma afecção que pode comprometer tanto o equilíbrio quanto a audição. A condição afeta o labirinto, estrutura da orelha interna constituída pela cóclea (responsável pela audição) e o vestíbulo (responsável pelo equilíbrio). O uso

Sinusite em crianças

  Caracterizada como a infecção causada por bactérias na região dos seios paranasais, ou seja, cavidades revestidas por mucosas localizadas dentro do crânio, próximos ao nariz. Pode aparecer em vários pontos da face da criança: na testa (frontal), nas maçãs do rosto (maxilar), entre os o